A carregar...

O PRÉMIO

Sobre o Prémio

NATUREZA DO PRÉMIO
1. O Prémio Primus Inter Pares é uma iniciativa conjunta do Banco Santander Totta e do Jornal Expresso, que consiste no pagamento, em benefício dos 3 primeiros classificados entre os 5 finalistas, dos custos de matrículas e propinas inerentes à frequência de um MBA numa prestigiada business school nacional ou internacional, tendo direito de preferência, entre os cursos disponíveis e por esta ordem, o primeiro e o segundo classificado. Dos três MBA escolhidos pelos vencedores, dois deverão ser efetuados numa universidade Portuguesa.
2. Ao pagamento de matrículas e propinas referido no ponto anterior acresce, em caso de frequência de MBA em universidade estrangeira, a atribuição de uma bolsa de 2.500 euros para despesas de deslocação e alojamento, que será paga ao beneficiário três meses antes do início da frequência do MBA. O montante desta bolsa será creditado numa conta do Banco que, caso o premiado não possua, deverá abrir para o efeito.
3. Aos 4ºs classificados é oferecido um curso de pós-graduação numa universidade Portuguesa.
4. Em cada ano, os promotores do Prémio Primus Inter Pares (entenda-se Banco e Expresso) poderão modificar livremente as universidades selecionadas para a frequência dos cursos.
5. A decisão de interromper a frequência do MBA não confere o direito a qualquer tipo de compensação por parte dos promotores, tendo o beneficiário de devolver a totalidade do valor da bolsa recebida, caso se trate de um MBA no estrangeiro.
6. O usufruto dos prémios pelos finalistas distinguidos está necessariamente dependente da aprovação nos testes de admissão ao MBA quando estes sejam obrigatórios.
7. O Banco poderá divulgar junto dos candidatos ao prémio, sempre que entenda relevante, iniciativas desenvolvidas pelos parceiros e Business Schools associadas ao PPIP, como por exemplo, masterclass e sessões de apresentação de MBA.
8. Os prémios referidos no ponto 1 podem ser cursos de formação de outro tipo, a definir pelo Comité de Acompanhamento, e oferecidos como opção aos vencedores, em alternativa aos nele enunciados.

Ver o Regulmento

Quem se pode candidatar


Todos os interessados que preencham à data da candidatura, os seguintes requisitos cumulativos e imperativos:

Serem de nacionalidade portuguesa

<26

Não terem completado vinte e seis anos de idade

Frequentarem o último ano do curso de mestrado (2º ciclo de estudo)

Na sequência de uma licenciatura em Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia, ministrado por Universidade, Faculdade ou Instituição Portuguesa de Ensino Superior que confira esse grau de ensino

Terem obtido até ao momento o número de créditos suficientes

Que lhes permitam concluir o 2º ciclo de estudo até ao final do ano letivo corrente, conforme documento emitido pelo estabelecimento de ensino

>=14

Terem obtido média final de licenciatura igual ou superior a (14) catorze valores

Conforme certificado emitido pelo estabelecimento de ensino onde foi realizada

>=14

Terem média de mestrado igual ou superior a (14) catorze valores à data da candidatura

Conforme certificado emitido pelo estabelecimento de ensino, obedecendo aos seguintes critérios:

  • (i) não são feitos arredondamentos nem parcelares, nem finais;
  • (ii) o valor é apresentado às centésimas;
  • (iii) a média é computada de acordo com a fórmula em vigor na própria instituição de ensino

 

O Prémio em números

O Prémio Primus Inter Pares iniciou-se no ano letivo 2003-2004, celebrando a sua 18ª edição.

Ao longo das várias edições o Prémio recebeu aproximadamente 1400 candidaturas, sendo distinguidos através de MBA´s, Pós Graduações e outros Prémios 85 estudantes.

18
Edições
+
1400
Candidaturas
+
85
Prémios